7 perguntas para uma mãe de gêmeos

“Se um já dá trabalho, imagine dois!” Isso é o que muita mãe de gêmeos escuta por aí, e por isso, batemos um papo com uma mãe de gêmeos e fizemos sete perguntas que você sempre quis saber sobre a rotina de uma família com gêmeos.

Share Button

Screenshot_2016-08-16-06-48-07-1 Screenshot_2016-08-16-06-49-21-1

 

 

 

 

 

 

 

 

“Se um já dá trabalho, imagine dois!” Isso é o que muita mãe de gêmeos escuta por aí, e por isso, batemos um papo com uma mãe de gêmeos e fizemos sete perguntas que você sempre quis saber sobre a rotina de uma família com gêmeos. A Priscila Farias é gestora de recursos humanos, casada há nove anos e mãe de duas meninas lindas: Sarah e Raquel, gêmeas univitelinas de cinco anos.

  1. Você imaginava que teria gêmeas?

Apesar de haver vários casos de gêmeos na minha família paterna, eu nunca imaginei que seria contemplada. Foi um mix de surpresa, medo e alegria quando descobri a gestação gemelar no primeiro ultrassom! Ouvi as batidas do coração do bebê e fiquei superemocionada, mas a sala do exame estava um enorme silêncio.

Pude notar um burburinho entre o médico e a enfermeira e fiquei preocupada. Então, veio a notícia de que eram dois bebês! No primeiro minuto fiquei muda, em “estado de choque.” Meu marido, por azar, não estava comigo nesse momento, pois tive que entrar para fazer o exame, enquanto ele procurava uma vaga para estacionar o carro.

Mas logo me recuperei, a ficha caiu e comecei a chorar de felicidade! Saí da sala, dei de cara com o meu marido e lhe dei a notícia! Ele ficou muitooo feliz, pois já nutria o sonho de ser pai há bastante tempo.

  1. Quais são as principais dificuldades de ter gêmeas? O trabalho é em dobro mesmo?

Quando são bebês, a principal dificuldade é ter apenas um colo. As duas choravam ao mesmo tempo, eu as colocava nos bebês-confortos e balançava até que se acalmassem, porque não achava justo dar colo pra uma, enquanto a outra esperava.

Na maioria das vezes, elas dormiam, acordavam e enchiam as fraldas nos mesmos momentos! Sempre foi tudo muito junto e misturado e é exatamente isso que era desesperador. Não havia um espaço de tempo entre os cuidados de uma bebê e da outra.

Mas com o passar dos meses, me adaptei, criei uma rotina e aprendi a lidar com as duas. Eu sempre as diferenciei, conhecia até o choro de cada uma. O trabalho é em dobro, mas o amor também!

Agora nesta fase dos cinco anos, as dificuldades são outras. São disputas por atenção, espaço próprio e a necessidade de individualidade. O trabalho é muito mais psicológico do que físico.

  1. Como vocês dividem as tarefas em casa?

Meu marido sempre me ajudou. Eu ficava sozinha com as meninas durante o dia, enquanto ele trabalhava, mas quando ele estava em casa ajudava muito, inclusive nas madrugadas em claro! Ele sempre foi um bom companheiro e um pai superparticipativo.

Hoje as tarefas são bem divididas, porque nós saímos no mesmo horário para trabalhar. Então enquanto um faz o jantar, o outro dá o banho nas crianças etc. Dividimos as responsabilidades de pai e mãe espontaneamente e proporcionalmente.

  1. Tem algum produto que te ajudou na hora do aperto?

O bebê-conforto, porque eu usava para acalmá-las com o balanço. Tem também o carrinho duplo, que me deu bastante autonomia para passear com as duas ao mesmo tempo, sem depender do auxílio de outras pessoas.

  1. Que dica você pode dar para uma mãe que descobriu que terá gêmeos?

Eu a aconselharia a dormir sem culpa, o máximo que puder durante a gestação! Porque, depois, serão meses sem desfrutar de uma noite de sono ininterrupta…

  1. Como é o relacionamento entre a Sarah e a Raquel?

Elas são muito ligadas! Brigam bastante, mas também se resolvem entre elas e, na maioria das vezes, não é necessário interferências. Elas são muito amigas e já confidenciam segredos uma à outra.

As personalidades são bem distintas! A Raquel é a mais meiga, com um ar de timidez e doçura, muito concentrada, detalhista e canhota. Já a Sarah é mais falante e articulada, muito carismática, criativa, engraçada e destra.

  1. Qual a regra número 1 para uma mãe de gêmeos?

Organização e paciência!

Gostou? Confira a nossa seleção de produtinhos que toda mãe de gêmeos tem que ter:

CLIQUE E COMPRE

[easingslider id=”14821″]

Btn_Veja-mais

Share Button