Travesseiros infantis

Saiba qual modelo é mais indicado para o pequeno

Share Button
travesseiro infantil
Foto: Shutterstock

A sensação de conforto que o travesseiro dá tem a ver com a sustentação do pescoço. No caso dos bebês, eles possuem essa parte do corpo muito pequenininha ainda e não precisam utilizar o apoio.

Entretanto, alguns bebês acabam por desenvolver refluxo. Isso significa que possuem maior dificuldade no processo de digestão do alimento, porque uma válvula que conecta o esôfago ao estômago pode estar enfraquecida e permite que alimentos e sucos gástricos voltem do estômago à boca.

Se o pediatra diagnosticou seu filho com o distúrbio, opte pelo travesseiro antirrefluxo. Ele tem uma elevação que auxilia o organismo do pequeno a manter o fluxo natural dos alimentos: para baixo.

*Preços sujeitos a alteração

Crianças

Lá pelos dois anos de idade invista em um modelo apropriado para crianças. Ele não pode ser muito mole, que possa se dobrar sobre as vias nasais do pequeno e obstruí-las, mas ao mesmo tempo não pode ser duro, que não ofereça conforto.

Em geral, os travesseiros infantis são menores que os tradicionais, mais baixos e firmes. O tamanho pequeno protege os pequenos de sufocamentos.

*Preços sujeitos a alteração

Fique esperto!

Os enchimentos de algodão são suaves e têm maior respirabilidade, além de deixarem o travesseiro mais firme. Mas observe: se seu filho for alérgico, o material natural pode causar problemas. Considere enchimentos de espuma hipoalergênica. Faça testes!

*Preços sujeitos a alteração

Share Button