Tricae entrevista: Karen Jonz

A Karen Jonz acumula funções com muito prazer: tetracampeã mundial de skate, designer, escritora, cantora, youtuber e mãe! Sua filha Sky (ela também tem Instagram, pessoal!) está completando sete meses e a Karen bateu um papo com a gente sobre skate e maternidade.

Share Button
karen jonz
Crédito: @fotografilhos

A Karen Jonz acumula funções com muito prazer: tetracampeã mundial de skate, designer, escritora, cantora, youtuber e mãe! Sua filha Sky (ela também tem Instagram, pessoal!) está completando sete meses e a Karen bateu um papo com a gente sobre skate e maternidade.

Ela conta que, por conta da gravidez, teve que dar uma pausa na carreira, “parei de andar quando estava com quatro meses. Precisei improvisar e comecei a me dedicar a fazer vídeos, desenhos, além da minha marca, Monstra Maçã.”

Agora, já de volta a rotina, Karen adora compartilhar fotos superfofas no skate junto com a Sky, “faz parte da minha vida e ela está o tempo todo inserida nesse universo. Se ela vai querer andar ou não, ela vai decidir depois.”

karen jonz
Crédito: @karenjonz

Ela conta que procura se informar sobre todos os passos do desenvolvimento da Sky e ver quais são suas opções, “estou jogando no nível difícil. Desde o parto humanizado, amamentação em livre-demanda, criação com apego, cama compartilhada, até a decisão de não dar chupeta nem mamadeira, procurei fazer tudo da maneira mais natural possível. A informação é nossa arma mais poderosa!”

Até agora, ela explica que vem cumprindo o que planejou, “dá vontade de desistir muitas vezes porque pode ser bem cansativo. Mas não vou me sentir menos mãe se uma hora escorregar.”

Sobre o guarda-roupa da Sky, a Karen conta que não gosta de se prender a estereótipos e usa todas as cores de roupa, “ela não tem brinco e eu não gosto muito de rosa, então fico brava por terem tão poucas opções de cores nas coisas de bebê.”

Ela não acredita em “coisa de menino” e “coisa de menina”, “ser humano não é tudo igual. Tem menina que prefere atividades mais agitadas, que normalmente são taxadas como de menino. Isso não tem nada a ver com a sexualidade e as pessoas têm que entender isso de uma vez por todas.”

Gostou? Confira a nossa seleção de roupinhas de menina que fogem do óbvio:

CLIQUE E COMPRE

[easingslider id=”14723″]

Btn_Veja-mais

Share Button