Estreia do filme Detetives do Prédio Azul

Conversamos com o elenco do longa. Vem ver!

Share Button
Detetives do Prédio Azul
Foto: Aline Arruda

O filme Detetives do Prédio Azul vem com tudo para aquecer as férias da criançada! Para falar um pouco mais da série conhecida como D.P.A do canal Gloob, que está no ar desde junho de 2012 e agora se transformou em um longa, o elenco atual se uniu aos antigos protagonistas, ao diretor André Pellenz e ao produtor Sandi Adamiu.

Detetives do Prédio Azul
Foto: Aline Arruda

Letícia Braga (Sol), Pedro Henriques Motta (Pippo) e Anderson Lima (Bento), que dão vida aos detetives-mirins, estavam cheios de energia e bateram um papo com o Blog da Tricae.

Curiosidades

Os protagonistas contam que as aventuras começaram atrás das câmeras. Além de tudo o que você pode conferir nas gravações, o backstage deu o que falar: filmagens a bordo de um submarino da Marinha Brasileira em missão foram uma experiência e tanto. O ator Cauê Campos, o Capim, ex-detetive da capa amarela, comenta que durante uma das cenas foi parar em um compartimento errado do veículo. Já a pequena intérprete de Sol lamenta “eu apertei um botão errado, minha voz alcançou os peixinhos e matei alguns,”. Acidentes acontecem, não é mesmo?

Enquanto isso, as gravações com animais selvagens foram uma superexperiência para o elenco todo. Anderson, por exemplo, estreitou laços com Bill, a coruja com a qual contracenou. O animal entrou em cena de forma espontânea. Muito carinho envolvido. Ronaldo Reis, o querido porteiro Severino, brinca que todas as vezes que o bode com o qual contracenou ruminava, ele se questionava “é a minha deixa?”

Detetives em ação

Em clima descontraído, o diretor André Pellenz e o produtor Sandi Adamiu contam que a história do filme é independente da série.

O intérprete da capa verde conta que a história foi construída pelos três protagonistas. Para Anderson, todo mundo pode vestir a capa amarela. “Não importa se menino ou menina”, comenta. Para Letícia, o investigador está dentro de você. “Ser detetive não é só vestir a capa, mas ser determinado e curioso como uma criança”, arremata.

Os pequenos, que também assistiam à série antes de entrar para o elenco., contam que também queriam vestir as capas. Pedro divide os sonhos com Anderson: ser diretor e escrever. A intérprete de Sol emenda “eu quero ser atriz pra sempre – e se der, modelo também.”

A atriz que interpretava Mila nas primeira temporadas, Letícia Pedro, brinca que para conseguir o papel de detetive da capa vermelha, se chamar Letícia é pré-requisito (nome da atual protagonista). 😛

Aprendizado mútuo

Os pequenos contam que o maior aprendizado com a série vem da intimidade e amizade construídas. A aposta está na grande mensagem das aventuras: não tenha vergonha de imaginar. Os atores seguem os próprios conselhos e deixam as ideias rolarem. “Atuar começou como uma brincadeira. Tudo o que fazemos é imaginar que aquilo é verdade”, finaliza Pedro. Recado dado? 😉

Tamara Taxman, é a famosa Dona Leocádia. Aos 70 anos de vida e 43 de carreira, a atriz queixou-se publicamente sobre a falta de contratação por conta de sua idade. Para ela, a oportunidade de trabalhar com crianças proporcionada por D.P.A é nada mais nada menos que o momento mais feliz de sua vida. Ronaldo Reis, o Severino, assina embaixo: “ter as crianças como colegas de trabalho é procurar ser um pouco melhor todos os dias”. Fofos, né?!

*Preços sujeitos a alteração

 

 

Share Button