Atividades físicas durante a gravidez: pode ou não pode?

Inchaços, cansaço e oscilações de humor durante a gravidez são comuns, mas podem ser evitados se você praticar uma atividade física adequada. No entanto, algumas atividades são perigosas tanto para a mamãe quanto para o bebê. Entenda o que pode e o que não pode ser praticado durante a gestação e tenha uma gravidez saudável e um parto sem estresse.

Share Button

Atividades físicas durante a gravidez: pode ou não pode?

Realizar atividades físicas durante a gravidez pode sim ser muito benéfico para as mamães, porém alguns cuidados precisam ser tomados. Durante a gravidez é muito comum a mulher se sentir mais cansada e com oscilações de humor, realizar algum tipo de atividade física pode ajudar em tudo isso e são indicados a partir do primeiro trimestre de gravidez, mas somente depois de conversar com seu obstetra e ele autorizar, ok?
O ideal é que a mamãe escolha atividades que ajudem a manter a flexibilidade do corpo e que fortaleçam a musculatura, mas nada que exija muito esforço. Quem já é mãe sabe que dores na lombar e inchaços nos pés acontecem durante a gravidez, mas talvez não saiba que existem formas de minimizar e até mesmo evitar que isso ocorra e de quebra controlar o aumento de peso: praticar atividades físicas. No entanto, se você não praticava nenhuma atividade física antes de engravidar, saiba que agora não é o momento para se tornar atleta, pegue leve durante a gestação e depois coloque essa ideia em prática.

 

Conheça 5 atividades físicas recomendadas para gestantes:

Pilates para gestantes1. Pilates: flexibilidade, força, relaxamento, consciência corporal e respiração. Tá bom ou quer mais?! Já deu para notar que o Pilates coloca mesmo o corpo em movimento. Seus exercícios trabalham várias regiões do corpo ao mesmo tempo, como por exemplo a região pélvica (que é muito importante para o parto normal) e a lombar. Pilates é uma das modalidades mais praticadas por mulheres grávidas. Porém, se você nunca praticou antes é recomendável começar no segundo trimestre e apenas se seu obstetra concordar.

Caminhada para gestantes2. Caminhada: taí um exercício sem contraindicação! Caminhar está liberado mesmo para as gravidinhas que não praticavam nenhuma atividade física até então. O ideal é caminhar ao menos meia horinha por dia, três vezes por semana. Evite horário de sol forte e use protetor solar.

Hidroginástica para gestantes3. Hidroginástica: muito indicada pelos médicos, essa atividade traz muitos benefícios às gestantes, principalmente no último trimestre, que é quando as pernas e pés ficam inchados. A flutuação na água ajuda a aliviar o peso extra da gestação e diminui o impacto nas articulações do corpo.

Yôga para gestantes4. Yôga: ótima para tonificar os músculos, proporcionar maior flexibilidade e melhorar o equilíbrio. Essa modalidade é ótima para a hora do parto, pois trabalha muito a respiração e relaxamento, que são muito importantes nessa hora e ajudam a aliviar o estresse. Praticar yôga durante a gestação deixará a gestante e o bebê mais serenos, além de condicioná-la para que tenham um parto tranquilo.

Alongamento para gestantes5. Alongamento: ajuda a aumentar a flexibilidade, relaxa os músculos que estão sendo mais solicitados durante a gravidez, reduz os inchaços, previne dores, suaviza câimbras e melhora a circulação cardíaca. Uma dica é praticar o alongamento na parte da manhã, pois ele te deixará mais disposta ao longo do dia.

Está tudo muito bom até agora, não é? Mas as gravidinhas não podem fazer tudo que querem não, e para o seu bem e do bebê é preciso saber que atividade física é muito bem-vinda, mas algumas não.

 

Conheça alguns esportes que não são recomendados para gestantes:

• Futebol
• Vôlei
• Basquete
• Bicicleta
• Hipismo
• Patins
• Mergulho

 

Essas atividades são contraindicadas pois em sua maioria são esportes de contato e envolvem risco de choque contra a barriga. Atividades como andar de bicicleta, skate ou patins podem causar quedas e isso não é nada legal para o bebê, né? Já o mergulho é perigoso por causar um aumento da pressão ambiente e dos gases O2, N2 e CO2, além de poder desenvolver doença descompressiva no bebê.

 

Agora que você já sabe o que pode e o que não pode fazer, lembre-se: antes de começar uma atividade física você precisará se alimentar adequadamente (na verdade, sempre né?), usar roupas leves, um tênis confortável e tomar muito (mas muito mesmo) líquido! E por último e não menos importante: respeite o limite do seu corpo e qualquer desconforto que sinta avise seu obstetra.

 

Share Button