Meu chá de bebê dos sonhos com Marcelle Yurie

Elaborar um chá de bebê pode ser mais complicado do que parece. Confira a entrevista com a mamãe Marcelle Yurie, que recentemente fez um chá de bebê para a chegada da pequena Olívia. Inspire-se e faça o chá de bebê dos seus sonhos.

Share Button

chá de bebê header

Descobrir que está grávida é um momento mágico para todas as mulheres. Os planos começam e a lista de objetos que a criança precisará começa a ser elaborada. Apesar de ser um momento muito especial, o valor de todos estes itens é muito elevado para um casal só e, toda ajuda é bem vinda na hora de montar o enxoval da criança. O chá de bebê é uma ótima opção para este momento, já que além de receber a ajuda necessária para o enxoval do bebê, uma festa é a melhor maneira de celebrar a chegada de um bebê.

 

Para dividir algumas experiências com as mamães sobre a elaboração de um chá de bebê, convidamos a paulistana Marcelle Yurie para nos contar à respeito de como foi o chá de bebê da sua filha, a pequena Olívia. Confira abaixo uma rápida entrevista e inspire-se!

 

O chá de bebê do meu sonho

 

chá de bebê 1(Tricae)-Por que você resolveu fazer um chá de bebê?

 

(Marcelle)O chá de bebê é uma ótima oportunidade de reunir os amigos mais próximos e a família para celebrar a chegada tão esperada de um bebê, além de ser uma excelente oportunidade para arrecadar alguns pacotes de fraldas para os meses seguintes ao nascimento da criança (cá entre nós, o que ajuda bastante nas despesas oriundas do baby, que de início, são muito elevadas).

 

(T)-Ele foi feito apenas para mulheres ou era um chá misto?

 

(M)No meu caso optei por uma chá misto. Acho que hoje em dia esse tipo de festa tem se tornado cada vez mais comum, visto que é legal poder integrar os homens da família e os amigos. No meu caso, por exemplo, tenho vários amigos homens que fiz questão que estivessem presentes. Além do mais, acho super válido a presença do papai nesse momento e quando se trata de uma festa exclusivamente feminina, você acaba excluindo também outra grande parte interessada da celebração.

 

(T)-Com quanto tempo de gravidez você resolveu fazer o chá e por quê?

 

(M)Eu fiz com 34 semanas. Como optei por trabalhar até o último segundo da gravidez da Olívia, a falta de tempo acabou fazendo com que eu programasse o chá de bebê para bem pertinho do nascimento. A princípio achei que seria melhor, porque além de ter mais tempo para programar tudo eu estaria mais “por dentro” de todas as coisas que eu iria precisar com a chegada da minha primeira filha. Porém, não recomendo esperar tanto. Primeiro porque nunca sabemos se o bebê pode se antecipar correndo o risco de “perder” a data da festa. Segundo que fisicamente é bastante cansativo e nessa reta final da gestação a mamãe precisa mais do que nunca de repouso.

 

chá de bebê 2(T)-Como você escolheu os convidados? Que tipo de pessoa você deu preferência? Amigos, parentes, colegas de trabalho e etc.

 

(M)Convidei apenas família e os amigos mais próximos(incluindo os colegas de trabalho do pai e também os meus), que acompanharam de alguma forma a minha gravidez.

 

(T)-Como foi para escolher o local? O que você levou em conta?

 

(M)Eu fiz no salão de festas do meu prédio pois o custo benefício é muito melhor. Além do mais, a idéia é que seja uma festa íntima, portanto, em geral, esses espaços pequenos dão conta do recado.

 

(T)-Como foi para convidar as pessoas? Enviou convites, chamou pelas redes sociais? Quantas pessoas você convidou?

 

(M)Eu fiz questão de fazer os convites impressos numa papelaria especializada. Também fui reforçando o convite com meus amigos mais próximos pelas redes sociais, já que hoje em dia são tantas opções a serem exploradas. Quem quiser pode encontrar convites à disposição para download e impressão caseira na internet ou até mesmo sites que personalizam o convite e encaminham o arquivo para impressão. Basta escolher a opção que melhor se adapta ao seu bolso.

 

chá de bebê 3(T)-Como foi a decoração do ambiente? Você contratou algum serviço especializado ou fez por conta própria?

 

(M)Eu fiz a decoração por conta própria. Fiquei meses pesquisando idéias em blogs e sites especializados. Depois foi hora de escolher o tema da festa; minha opção foi “O jardim secreto da Olívia”. Contei com ajuda da Karina, uma grande amiga designer, para fazer toda a papelaria da festa personalizada, depois fui buscar algumas opções de gráficas para imprimir tudo e montar a decoração. No meu caso foi um pouco mais fácil, pois eu tenho um breve conhecimento sobre como trabalhar com materiais impressos, o que ajudou bastante, como por exemplo na hora de escolher a gráfica. Porém, nada que uma boa pesquisada no Google não resolva, também. Eu até cheguei a cotar alguns profissionais para cuidar de tudo para mim, mas os valores eram muito mais altos do que eu estava disposta a gastar. No final das contas foi sensacional pois pude cuidar de cada detalhe e fazer tudo do meu jeitinho com muito carinho para a minha princesa.

 

(T)-Qual foi o cardápio e as bebidas escolhidas?

 

(M)Como não haveriam muitas crianças na festa optei por um cardápio voltado ao
paladar dos adultos. Contratei um serviço de buffet e servimos churrasco (com direito a mesa de salada e pratos quentes). O buffet se encarregou de tudo, incluindo as bebidas (alcólicas e não -alcólicas). Para compor a mesa de doces, encomendei um bolo naked cake de dois andares e os docinhos personalizados de acordo com o tema da festa. Optei por servir cupcakes, cookies decorados no palito, trufas decoradas e brigadeiro gourmet. Tudo bem lindinho e delicioso. Me preocupei também em servir doses extras de suco (não inclusas no buffet) para aquelas crianças que
ainda não bebem refrigerante. Porém, na festinha de 1 ano da Olivia terei um maior cuidado na composição de um cardápio gostoso e mais saudável, visto que teremos diversas crianças pequenas presentes.

 

chá de bebê 4(T)-Como você solicitou os presentes? Como estipulou o que cada um devia levar?

 

(M)Eu disponibilizei a lista numa grande rede de lojas físicas e em uma loja online. No convite optei por pedir apenas a fralda, porém, incluí um pequeno lembrete de que haviam listas de presente disponíveis. No meu caso funcionou muito bem assim, pois muitos de nossos amigos são jovens e não sabiam direito o que comprar para o bebê. Dessa forma, evitamos também ganhar muitos presentes repetidos e os convidados puderam escolher itens de maior necessidade ao invés da tradicional “roupinha”.

 

(T)-Por fim, deu tudo certo? Como foi o chá de bebê?

 

(M)Organizar tudo isso deu um MEGA trabalho, mas foi muito muito gratificante. No final deu tudo super certo e todos saíram muito contentes da festa; inclusive a mamâe e o papai. Com toda aquela energia positiva, semanas depois a Olívia nasceu super saudável e linda. No fim das contas, foi um sonho realizado.

 

(T)-Marcelle, muito obrigado por dividir sua experiência conosco, boa sorte para você e a pequena Olívia.

 

(M)Obrigado vocês da Tricae que deram a oportunidade de compartilhar as minhas experiências com outras mamães, pois eu sei como foi trabalhoso montar o chá de bebê da Olívia e, neste momento, toda ajuda é bem vinda.

 

Um dia para se lembrar com muito carinho

 

chá de bebê final
O chá de bebê é uma data muito especial para todos os envolvidos e não apenas para a mamãe e o papai. Neste dia, amigos e familiares se reúnem não só para dar presentes e pacotes de fralda, mas também para celebrar a chegada de um bebê. Seja uma festa para poucas pessoas, seja para muitas, o chá de bebê é um dia para todos emanarem energias positivas e muito amor para a criança que está chegando ao mundo. Além disso, como comprar o enxoval de um recém nascido tem um custo bastante elevado e, por isso, toda ajuda recebida é sempre bem vinda. Contar com amigos e familiares é sempre a melhor opção para ter ajuda em momentos como este. Inspire-se e faça o chá de bebê dos seus sonhos para comemorar e se preparar para a chega da pessoinha mais especial do seu mundo.

IMG-20131203-WA0004

Uma foto da pequena Olívia com um mês de vida.

 

 

Share Button