Desenvolvimento do bebê mês a mês

Entenda os processos de formação do embrião ao feto até a criança nascer

Share Button

Surpresa! A notícia é boa e ainda que os desafios venham a ser muitos, nada minimiza as delícias do processo de formação do futuro colírio dos olhos da família. Você sabe o que esperar do período gestacional? O desenvolvimento do bebê mês a mês tem algumas características específicas e pode ser muito mais legal acompanhar conhecendo cada uma. Dá uma olhada.

O corpo da futura mamãe começa a enviar sinais de que a gravidez pode ter ocorrido. Os hormônios se alteram e a mulher pode experienciar fadiga, náuseas, vômitos, aumento do volume dos seios, vontade de urinar com maior frequência, algum incômodo pélvico e olfato muito aguçado. Outra característica que pode marcar esse início e o que está por vir é a instabilidade emocional. Mas vamos com calma, ok?

1 MÊS


Do tamanhinho de uma semente de papoula, nesse período o embrião começa a desenvolver sistema nervoso e coração. Além disso, uma versão primária do cordão umbilical já nutre e oxigena o organismo!

2 MESES

Agora uma pequena uva moscatel se mexe constantemente dentro do útero da mulher, embora seja impossível sentir. Nessa fase, o embrião torna-se feto e o útero se expande para comportar as mudanças do pequenino. Os órgãos, músculos e nervos estão começando a funcionar e mãozinhas já se flexionam no punho, enquanto as pálpebras começam a cobrir os olhos. Que rapidez, não é mesmo?

3 MESES

Um pequeno limão repousa no seu útero. 🙂 Ainda que pequenininho, a aparência humana se molda e torna visível. Olhos, antes laterais, se aproximam um do outro e as orelhas assumem quase o local final. O fígado já produz bile, rins secretam urina e as sinapses (conexões neurológicas) começam a se formar. Consequentemente, o reflexo do bebê se ativa: quando algo encosta no organismo, por exemplo, as mãozinhas se movem ou os dedinhos dos pés se curvam e as pálpebras se encostam.

4 MESES

O pequeno tem o tamanho de uma pera e, daqui em diante, ele cresce rapidamente. Nessa altura do desenvolvimento, até mesmo as brincadeiras já foram descobertas: o cordão umbilical pode se tornar uma grande diversão. Você já imaginou? Além disso, o sistema circulatório e o trato urinário já apresentam plenas condições de funcionamento e o bebê inala e exala líquido amniótico pelos pulmões.

5 MESES

Do tamanho de uma banana, o bebê, especificamente na 20ª semana, engole mais líquido devido ao vérnix, uma substância cremosa que protege sua pele do líquido amniótico. Isso é um bom treino para o sistema digestivo! 😉 Depois que ele bebe o líquido, o corpo dele absorve a água e transfere o restante para o intestino grosso.

6 MESES

Do tamanho de uma espiga de milho, o cérebro da criança agora cresce rápido e o espaço dentro do útero da mamãe está superpreenchido, mas ainda dá tempo do bebê amadurecer.

7 MESES

Nessa fase, o bebê já pode ter mais de um quilo e ser maior que 30 cm, provavelmente do tamanho de um repolho roxo. Seu bebê abre os olhos e mexe a cabeça ao perceber luzes fortes fora da barriga. A camada de gordura sobre a pele está no processo de formação.

8 MESES

Com quase dois quilos e do tamanho de um pé de couve, os pulmões (que estão entre os últimos órgãos a amadurecer) já se exercitam por meio da inspiração do líquido amniótico. Cabelos estão presentes e, no caso de se esperar um menino, os testículos provavelmente começam a descer do abdôme para o saco escrotal.

9 MESES

Seu bebê agora engorda até 30 gramas por dia. Com o peso acima de 2,5 quilos e mais de 40 centímetros de comprimento, praticamente uma alface romana. 😛 Você pode sentir maior pressão no baixo ventre. Isso acontece porque agora o bebê está descendo. Você chegou a reta final.

Agora é só matar a curiosidade e descobrir a quem o novo integrante da família puxou, quem ele virá a ser e o universo todinho que vai carregar em si. <3

Share Button